''É um código muito rico, inovador e que deve ser internalizado'', diz Controlador-Geral sobre o Novo Código de Ética dos Servidores Públicos do Estado de Goiás

Henrique Ziller afirma que é preciso um esforço dos servidores para dissipar a desconfiança como um valor central da relação entre o funcionalismo público e os cidadãos para assim estabelecer uma relação baseada em confiança

O Comitê Setorial de Compliance Público da Secretaria de Estado da Casa Civil promoveu na manhã desta sexta-feira (22/10) uma palestra sobre o Novo Código de Ética e Conduta Profissional do Servidor e da Alta Administração do Poder Executivo Estadual, lançado em abril de 2021.

Clique e assista ao webinar:

Realizado por videoconferência, o evento foi direcionado, principalmente, aos colaboradores da pasta e contou com participação do Controlador-Geral do Estado de Goiás, Henrique Ziller.

A abertura do encontro foi feita pelo secretário da Casa Civil Alan Farias Tavares que agradeceu a participação dos colaboradores da instituição e discorreu brevemente sobre a importância do evento. "É um tema que tem sido vitrine do governo", pontuou. 

No uso da palavra, o Controlador-Geral, Henrique Ziller, contou que para elaborar o Código de Ética um dos diferenciais do conteúdo foi a consulta pública realizada pela internet, em que o cidadão goiano pôde opinar sobre o que espera do servidor. Essa pesquisa resultou na reunião de qualidades desejadas e esperadas do servidor público estadual.

“Tudo que falamos sobre valores e essas referencias para conduta diária têm que ser observadas de uma maneira muito especial no momento da tomada de decisão. Todos nós, por menor que possa entender que sua responsabilidade, cada um de nós tomamos decisões, no dia a dia, no trabalho. É no momento da tomada da decisão que se estabelece a situação crítica, na qual esses valores serão observados ou não”, disse. 

Segundo o Controlador-Geral, disseminar o novo código de ética dentro do setor público é um trabalho essencialmente colaborativo e esse envolvimento tem que ser incentivado para que o colaborador sinta que está contribuindo com a missão do órgão.

“É um código de ética muito rico, inovador, que traz uma série de elementos bacanas, que podem ser explorados em outras conversas, que seja levado adiante. Mas, principalmente, que nós possamos internalizar esses valores que estão ali estabelecidos. Nós precisamos urgentemente fazer uma mudança no serviço público para destronizar a desconfiança como um valor central das nossas relações. Estabelecer relações baseadas em confiança”, disse.

O Novo Código de Ética e Conduta do Servidor se expressa em princípios e valores, que, segundo Ziller, são os mais fundamentais. “Os princípios que vão reger e orientar os comportamentos dos servidores são os valores. Valores de referência”, explica.

Em sua fala de encerramento, o Controlador-Geral, Henrique Ziller, agradeceu pelo convite e parabenizou toda a equipe da Casa Civil e o secretário Alan Farias Tavares. "Precisamos lutar para romper com uma cultura que certamente nos prejudica. Um ambiente de confiança é muito melhor e mais produtivo que um de desconfiança. Se não fosse pelo valor em si da confiança, que ela por si só já tem valor, pelo resultado que ela produz já valeria a pena insistir", finalizou.
 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.