Secretaria de Estado da Casa Civil publica orientações de uso das iniciais maiúsculas e minúsculas em atos de correspondência e normativos

Iniciativa busca aprimorar e padronizar a atividade editorial da pasta, assim como aumentar a qualidade técnica e linguística das publicações

A Secretaria de Estado da Casa Civil (SECC), com o objetivo de aprimorar sua atividade editorial, adotou um conjunto de normas gerais, definidas com base nas regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e nos parâmetros utilizados na preparação de atos oficiais, para orientar os procedimentos da equipe e padronizar suas publicações no uso das iniciais maiúsculas e minúsculas em documentos da pasta.

- Baixe as instruções de uso das iniciais maiúsculas e minúsculas da Casa Civil de Goiás

Foram observados os critérios de correção gramatical, clareza, atualidade e sintonia com os usos correntes da linguagem. Embora não abordem todas as questões envolvidas no processo de atos de correspondência e normativos, tais normas viabilizam a padronização da escrita no órgão e podem, igualmente, servir como orientação para servidores de outras pastas que pretendam encaminhar documentos para a SECC.

A elaboração dessas normas foi acompanhada pelo assessor especial e revisor de atos da Casa Civil, Wellington Lemes Coêlho, com a colaboração de integrantes do grupo técnico linguístico da Gerência de Redação e Revisão de Atos Oficiais (GERAT).

"A Secretaria de Estado da Casa Civil muito se preocupa com a qualidade técnica e linguística dos atos de correspondência e normativos que ali são produzidos. Como por exemplo, escrever "órgão" com inicial maiúscula. Prática desnecessária e a cartilha orienta para que se empregue com relação a órgão sempre a inicial minúscula. Então, o que se busca é alcançar um maior aprimoramento gramatical, linguístico, fazendo com que todos possam escrever com mais segurança. Surgindo uma duvida, a cartilha será consultada e, com certeza, será encontrado o esclarecimento", afirma o professor Wellington.

Manual de Redação Oficial

Para padronizar e tornar ainda mais célere e eficiente a produção de atos oficiais, o Governo de Goiás divulgou o novo Manual de Redação do Governo do Estado de Goiás no âmbito do Poder Executivo, inclusive nas fundações e nas autarquias. As novas regras devem ser observadas na elaboração de atos administrativos e normativos. A última vez que o Manual de Redação Oficial do Estado de Goiás foi editado foi no ano de 2005. 

- Baixe o novo Manual de Redação do Estado de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.