Acesse o Diário Oficial do Estado

Acessar

Casa Civil amplia execução de gestão de riscos

Servidores conversam ao redor de mesa de reunião

Eixo estratégico do Programa de Compliance Público do Governo de Goiás, a política de gestão de riscos, que visa prevenir e tratar ameaças à atuação e entrega de resultados em todos os órgãos públicos estaduais, foi ampliada para novas áreas da Secretaria da Casa Civil nesta semana. Com a expansão, as gerências de Consolidação de Legislação, Tecnologia da Informação, Controle de Atos Oficiais e Redação e Revisão de Atos Oficiais também recebem a prevenção.

Segundo o gerente de Consolidação de Legislação, Cleusmar Teixeira, o trabalho de identificação de riscos nas novas áreas já foi iniciado. “A Casa Civil é um órgão estratégico e nossa atuação envolve todas as outras secretarias, além da edição e publicação de atos oficiais do governador. Por isso, é muito importante que a área fim da pasta esteja preparada para prevenir e lidar com eventuais riscos”, disse.

“A implementação da gestão de risco nas áreas de licitações, folha de pagamento e execução de contratos foi padronizada em todos os órgãos do Estado e a inclusão de novos departamentos é opcional. A Casa Civil fez a opção de tornar esse processo mais abrangente, avançando com a gestão de riscos em novas áreas da pasta”, reforça Robinson Vaz, servidor da Controladoria Geral do Estado (CGE) que acompanha a aplicação do Programa de Compliance na secretaria.

 Após a identificação de ameaças - com as prováveis, causas, consequências, agentes responsáveis e formas de controle - serão definidos os níveis de risco e os tratamentos necessários, e que serão utilizados para subsidiar a construção de um Plano de Ação para prevenir a ocorrência destas ameaças na pasta. “Após a delimitação do escopo e do contexto, ficou definido que a gestão de riscos precisa alcançar também a área finalística, a entrega de serviços para o cidadão. É a nossa grande preocupação”, afirma o superintendente de Gestão Integrada, Renato Meneses Torres.