Governo expõe déficit da previdência estadual

Governador fala ao lado de apresentação sobre dados da previdência

O Governo de Goiás apresentou nesta segunda-feira, dia 28, em evento na Secretaria de Economia, os estudos e os dados do diagnóstico realizado sobre as contas e a previdência estadual. Com a presença de secretários, entre eles o da Casa Civil, Anderson Máximo, deputados estaduais, prefeitos e da imprensa, os números reforçaram que a gestão estadual opera no vermelho.

Mostrando um déficit que deve fechar o ano em R$ 2,9 bilhões, os números apresentados servem de base para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência que o governador Ronaldo Caiado entregou simbolicamente ao presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira.

O objetivo das mudanças, que devem gerar uma economia de R$ 8,1 bilhões em 10 anos, é reduzir os impactos das aposentadorias e pensões pagas pelo Estado, que consomem mais recursos do que os que investidos nas áreas de saúde e educação somadas. “Não podemos procrastinar uma decisão”, afirmou o governador Ronaldo Caiado sobre a importância de realizar a reforma.

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.