Devolução de veículos de representação alugados reduz despesas

Entre as medidas de austeridade iniciadas na Secretaria da Casa Civil está a devolução de sete veículos de representação, que foi confirmada nesta segunda-feira, dia 28, com a rescisão do seu contrato de locação. A decisão de reduzir a quantidade de carros, modelos Toyota Corolla e que estavam à disposição das secretarias extraordinárias - que foram extintas com a reforma administrativa -, deve gerar uma economia superior a R$ 218 mil reais anuais para a pasta apenas com o aluguel dos veículos, já que o custo médio de cada carro era de cerca de R$ 2,6 mil. 

A medida faz parte da redução de despesas de custeio, como telefone, água, energia, internet, combustíveis, diárias e viagens de integrantes da administração estadual, determinada pelo governador Ronaldo Caiado por meio do decreto nº 9.376/2019, de contingenciamento. A perspectiva de redução no custeio da Casa Civil é de que o valor gasto atualmente caia de cerca de R$ 5,5 milhões para R$ 4 milhões mensais no funcionamento de toda a sua estrutura.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.